Carregando o Mundo!
FilhosViagem

Madrid com criança! O nosso roteiro dia a dia.

Nesse post vou contar detalhes sobre nossos dias em Madrid, o nosso roteiro e dicas de como fazemos para conciliar interesses de adultos e crianças.
Um blog que me ajudou muito na pesquisa sobre Madrid foi o Esto es Madrid, Madrid!
Chegamos em Madri, perto das 14h. As malas vieram rapidamente, tudo certo. E logo na saída encontramos um quiosque da Leabra vendendo chip de celular. Pronto! Já resolvemos o item numero 1. Um chip pré pago. Escolhemos um pacote de 2G que saiu por 25 Euros. Esse pacote nos serviu perfeitamente, tanto para usarmos a internet fora de casa ou onde não houvesse wifi, quanto para termos um número de telefone local. Que, incrivelmente, acabamos precisando.
Fomos de táxi até o apartamento, cobram-se 30 Euros o trajeto do aeroporto até o centro. É um valor já pré fixado.
Chegamos e já na entrada do Edifício e Marta, a proprietária do apartamento nos aguardava e nos acolheu imediatamente. Deu todas as dicas, foi super prestativa todo o tempo. Super recomendo este apartamento. clique aqui ver detalhes
O apartamento que alugamos está entre os bairros Embajadores e La Latina.  E ficamos super satisfeitos com a localização. Em poucos minutos caminhando chegávamos à Plaza Mayor.
Quanto aos costumes, o primeiro impacto, como já esperávamos, foi o horário.
Fomos no mês de setembro e durante os dias em que estávamos lá o sol nascia por volta das 7h30m  e se punha próximo das 21h.
O almoço nos restaurantes começa  às 14h e o Jantar às 21h.
Para quem costuma acordar muito cedo, almoçar cedo, dormir cedo como nós, pareceu um pouco chocante, mas entramos naturalmente no ritmo da cidade.

Roteiro

Dia da chegada

No dia da chegada e no dia de ir embora eu não incluo nenhuma programação , sempre deixo livre para fazer compras de mercado e simplesmente relaxar, dar uma volta pela cidade sem muito compromisso.
Como estávamos muito próximos a Plaza Mayor, foi ali que começamos os passeios. Paramos para comer na Calle de Toledo já próximo a um dos Pórticos de entrada da praça. Nem anotei o nome do restaurante, que na verdade não era muito bom. Mas nos deu a primeira lição dessa temporada.
Para compartir! Sim no cardápio de tem uma seção de pratos chamado “Raciones” que são na verdade porções de petiscos para compartilhar… ou se preferir “para Compartir”.
Logo, esse foi um dos termos que mais usamos durante a viagem.  Pedíamos  sempre pratos variados para compartir…
Vou descrever agora, os principais pontos do nosso roteiro… Os itens sublinhados são links para o site da atração. Mas sempre paramos em tudo que é praça e parquinho que aparece no caminho. E para manter a harmonia desta família, nosso dia precisa de um longa pausa com direito a soneca após o almoço, logo,  temos um roteiro bem  “enxuto”.
E como ficava muito próximo do apartamento onde nos hospedamos, quase sempre passeávamos  pela Plaza Mayor, Calle Mayor e arredores em nossas idas e vindas. Outro lugar que íamos sempre era o bairro La Latina, também muito próximo de onde estávamos e super agradável de passear, cheio de restaurantes e também praças com muitas crianças brincando…

Dia 1

El Rastro

EL Rastro Madri com criança
comprinhas no El Rastro
Passamos pelo El Rastro, feirinha que vende todo tipo de objeto, que acontece todos os domingos na Calle de Toledo, na verdade ficava bem no nosso caminho. Foi divertido!

Calle Mayor / Madrid Card

A Calle Mayor é aquela avenida com todo tipo de loja e que vai ter provavelmente tudo que você pode precisar. Passamos por lá e compramos nosso Madrid Card no escritório de turismo para garantir nossa entrada sem fila nos museus. Economicamente falando, acho que talvez saia mais barato comprar os ingressos no site de cada museu dependendo da quantidade de museus e atrativos que queira visitar. Por outro lado, a comodidade de entrar nos museus sem fila em qualquer horário, nos faz crer que sim, vale a pena!

Museu do Prado

Bora lá! Visitar um museu daqueles bem cheios com seu filho de 4 anos cheio de energia!
Primeira dica! Paciência! Tudo acontecerá de forma mais lenta ou mais rápida do que você gostaria.  E tenha uma lista de prioridades, porque provavelmente não vai conseguir ver tudo que planejou.
No meu caso, meu filho tem uma necessidade de gastar energia, correndo, subindo em coisas…
Então fiz assim, já no caminho para chegar no museu do Prado, passamos pelo Paseo del Prado.
Um conjunto de  praças grandes, que é caminho para diversas atrações de Madrid, com espaço e alguns brinquedos.  Fomos por ali, e deixei a criança brincar um pouco. E vagarosamente ia levando a brincadeira em direção ao destino. Resolvi priorizar a exposição de El Bosco (Hieronymus Bosch, também conhecido como Jeroen Bosch) . Além dos quadros super cheios de detalhes que prendem a atenção de adultos e crianças. Tinha uma sala com uma intervenção feita a partir do Jardín Infinito de las delícias, com projeções em vídeo em todas as paredes da sala e uma sonorização que tem por objetivo fazer com que as pessoas participem da obra. Eu achei interessante e até um pouco perturbador. O Lorenzo ficou hipnotizado.
Conseguimos ainda ver algumas outras obras primas do museu, mas é claro que com a paciência de uma criança de 4 anos.  Enfim, continuo achando válido o passeio. Lorenzo sempre me surpreende  e me emociona com suas interpretações .
Ah! Outra dica, no museu é possível pegar um carrinho  de bebê emprestado, apesar de terem poucas unidades vale a pena perguntar… (Nós não conseguimos.)

Onde Comer:

restaurante La Plateria

Fica relativamente próximo ao Museu del Prado, andamos uns dez minutos para chegar ao restaurante. Gostamos muito. O restaurante é bem descontraído, o atendimento foi cordial, pedimos gaspacho, huevos con Jamon e uma ensalada mixta. Para beber uma Cava. Tudo estava delicioso e o preço justo. Recomendo.

Mercado de San Miguel

Único exemplar restante dos antigos mercados construídos em ferro. O Mercado tem diversas opções de comidas para comer por ali em uma das mesinha altas ou para levar.

Agora, minha opinião sobre o mercado…  É super bonito, porém totalmente abarrotado de gente. O espaço é pequeno. Então demos uma volta, mas não conseguimos parar para comprar nada.
Mas acho que vale conhecer, de repente se algum dia não estiver tão cheio… pode ser um passeio agradável.

La Mallorquina

Madri com criança
Doceria La Mallorquina
No dia seguinte, celebramos o aniversário do Chris! Sim! Meu marido, pai do Lorenzo.
Então, pesquisei na internet onde poderia comprar um bolo muito bom, encontrei a Pastelaria Malloquina, ao chegar no apartamento a proprietária espontaneamente me deu a mesma dica confirmando que era bom mesmo!
Na vitrine parece que é tudo colorido demais, falso demais. Mas não se deixe enganar pelas aparências! Veja qual docinho  pisca para você e leve sem medo de ser feliz! Essa calorias valerão a pena!
Escolhemos um bolo de chocolate com recheio de damasco. Dos Deuses! Levamos para a casa!
Ah sim, peça para levar! Porque lá também é muito cheio… e a muvuca atrapalha a degustação!
Compramos um dia antes do niver do Papi e mantivemos nossa tradição de café da manhã especial com parabéns!

Dia 02 – 

A Plaza Mayor

Praça retangular, rodeada por edifícios de 3 andares e só pode ser acessada por um dos  seus nove pórticos. O destaque fica para a casa de la Panadería com suas pinturas alegóricas.
Durante nossa estadia, aconteceu por lá um festival de música russa que foi bem interessante.
Na verdade, como já disse anteriormente  esse foi o dia que dedicamos mais tempo lá, mas passávamos por lá quase todos o dias…

Chocolataria San Gines

Pois então, vamos comer o churros do jeit
o tradicional. E como todo mundo no planeta, fomos à Chocolataria San Gines. Acho que vale a experiência, mas sem grandes expectativas… porque, para nosso paladar de churros recheados, cobertos de açúcar e canela. O churros espanhol pode parecer demasiado simples. Sem recheio acompanhado de um chocolate quente, que você usa para mergulhar o churros.
Com seus 125 hectares, é um passeio excelente. Claro que parque sempre é sucesso com crianças e adultos. O parque é lindo! Os jardins são incríveis! No lago é possível alugar barquinhos a remo, mas não testamos esse serviço.

Dia de estender a canga e relaxar com muito verde ao redor e até, de repente, receber uma visita de esquilos.

Almoço no restaurante Frank

Madrid Com criança

Escolhemos o Mr Frank para almoçar. Depois do passeio no parque del Retiro, caminhamos por uns 15 min e chegamos. O atendimento foi muito cordial! Foram super atenciosos conosco, preocupados se o ponto da carne nos agradava, mandaram o molho do solomillo do meu filho separado caso ele não gostasse ( mas ele adorou).  Para nós a melhor parte mesmo foram os pratos da entrada, salada de espinafre, bacon e molho de mostarda. Para meu filho pedimos salada de alface, tomatinho, abacaxi e morango com redução de balsâmico. Estavam sensacionais! Adoramos!  A sobremesa, o café … Tudo excelente e por um preço super justo. Recomendo!

La latina

Voltamos andando para casa e passamos pelo bairro La Latina.
O bairro localiza-se ao sul da cidade, a partir da Plaza Puerta de Moros, é parte remanescente da Madrid medieval. Apesar do casario ter sido reformado, o projeto urbanístico se manteve com ruas estreitas e largas praças. Hoje considerado um bairro castizo da cidade, os castizos são aqueles que se esmeram em manter as tradições.
O bairro é realmente muito agradável as ruazinhas estreitas, os prédios, as igrejas, as pessoas.
Fomos gostando de tudo…
Por ali, ficam vários restaurantes tradicionais como a Casa Lucio.
  Plaza de los carros /Plaza de la Paja
A região era o grande mercado de Madrid, durante os séculos XIII e XIV, perdeu a função quando o comércio foi transferido para o local onde hoje fica a Plaza Mayor.
Ficam no entorno do complexo da Ingreja de San Andrés  e  Museu de San Isidro.
Toda a região com restaurantes com mesas  na calçada é super concorrida. Chegue cedo para conseguir lugar.
A Plaza de la Paja, foi nossa preferida, menos lotada que plaza de los carros.  Jantamos algumas vezes nos restaurantes por ali.
Quando conseguíamos lugar na terraza, ou mesa na calçada, era bom porque o Lorenzo podia ficar brincando ali por perto na praça enquanto esperava a comida.

Jardín del Príncipe Anglona

Madri com criança La Latina

Um lindo jardim escondido! Você avista um pontinho verde e uma porta aberta… resolvemos olhar e ver o que tinha ali e nos deparamos com um lindo jardim.
Este jardim fez parte do palácio do Príncipe de Anglona edifício construído em torno de 1530 como a residência de Francisco de Vargas, o aspecto que vemos hoje respeita uma reforma na ano 1802 .

Puerta del Sol / Marco Zero de Madri

A praça tem esse nome Puerta del Sol porque antigamente o local era a entrada leste de Madrid. É lá onde fica o marco zero da cidade e onde é feita a contagem da virada do ano no Reveillon. Um grande ponto de encontro, assim como a Plaza Mayor tem muitos artistas de rua por lá. Por ali também ficam muitas lojas para  quem quiser fazer umas comprinhas… Em nosso caso visitamos apenas a loja do Real Madrid, para comprar um item de primeira necessidade sem o qual é impossível sobreviver. Uma bola!
Pronto! A partir de então poderíamos dar continuidade a viagem.

Dia 03

Museu Reina Sofia

O museu que tem um acervo grande de obras dos modernistas e estava em nossos planos. Mas…
Fica a dica… era uma terça feira… e o museu fecha!
Então atenção… o museu Reina Sofia é o único que abre às segundas e fecha às terças.
Poderia ter aproveitado isso em meu roteiro… mas não me atentei a este detalhe.
De lá seguimos ao Museu Thyssen-Bornemisza.

Museo Thyssen Bornemisza

O museu com a coleção de arte da família Thyssen-Bornemisza é incrível. Porque tem uma variedade tão grande, que vai do Renascimento ao século XX ( e pensar que isso já foi coleção particular de uma família!)
Encontramos obras de Monet, Renoir, Van Gogh, Dalí,Kandinsky, Picasso entre outros.
Vale a pena a visita.
Neste museu a gente usou o carrinho de bebê porque Lorenzo já estava cansado, já tinhamos feito uma grande caminhada…

Paseo del Prado

Mais uma parada no Paseo del Prado para brincar no parquinho.

Almoço no restaurante Allioli

Este restaurante foi indicação da proprietária do apartamento, os proprietários são Valencianos e no restaurante também é vendido uma variedade de produtos de Valencia.
A especialidade é a Paella. Que podem ser consumidas ali ou para levar.
Um restaurante fora do “circuito turistão”, sem afetação, com comida boa e preço e justo. Vale a visita.
(O restaurante fica longe do museu, fica próximo aos bairros Embajadores e La Latina. Fomos pra lá porque ficava perto de onde nos hospedamos. Mas ,vale muito a pena, encaixe  no dia que tiver passeios para estes lados )

Dia 04 

Casa de Campo

Parque Incrível, com uma área verde gigante, lago, teleférico, quadras diversas. Dia de brincar muito, jogar bola e relaxar.