Carregando o Mundo!
Viagem

Visita a Cava Freixenet com criança- Sant Sadurni D’Anoia

Em nossa estada em Barcelona, fizemos um passeio bate e volta para visitar a cava Freixenet.
Neste post vou contar como foi a visita, onde comer em Sant Saturni D’Annoia e a nossa experiência em levar uma criança pequena para visitar uma vinícola.
A Freixenet, fica na cidade de Sant Sadurni D’ Anoia e está a 40 km de Barcelona.
A cidade é repleta de produtores de Cava. As maiores são a Freixenet e a Cordoniú.
Escolhi a Freixenet porque achei que era  mais adequado para levar o Lorenzo.
O passeio dura cerca de 1h30m. Fizemos o tour em espanhol e apesar de não falarmos o idioma pudemos entender tudo. Existe também a opção do tour em inglês.
Para ambos você deve fazer reserva no site www.freixenet.es

A visita guiada:

A visita começa com um vídeo que conta toda a história da Freixenet, e o processo de fabricação do vinho.
A empresa de se intitula a produtora de cavas mais moderna. De acordo com a explicação passada no vídeo, eles reservam o cuidado artesanal para o cultivo e colheita das uvas e usam a mais avançada tecnologia na parte  “industrial”da produção das bebidas.
Depois do vídeo seguimos  descendo em direção as adegas e recebemos mais explicações sobre os tipos de uva, o solo e como isso influencia a produção.
Em seguida recebemos explicações sobre o armazenamento, as garrafas. Sabia que o tamanho das padrão  das garrafas de vinho de 750ml corresponde a capacidade do pulmão dos antigos “sopradores”que produziam as garrafas de vidro?
No final, voltamos ao térreo em um trenzinho por onde pudemos ver algumas máquinas trabalhando no transporte das garrafas.
Encerramos com a degustação de uma Cava e para o Lorenzo foi servido suco de uva.
Gostamos bastante, acho que para uma primeira vez neste tipo de visita foi bem legal.
Lorenzo se comportou super bem, o ambiente preparado para guardar os vinhos é escuro e dá uma impressão que estamos entrando em um lugar secreto, então, ele ficou bem interessado. A explicação toda da produção é bem informal e ele ouviu tranquilamente para uma crianças de 4 anos. Sentava no meu pé, as vezes fazia perguntas. Como ficávamos pouco tempo parados em um mesmo lugar, não dava tempo para Lorenzo ficar entediado.
Tudo correu bem, sem traumas e acredito que consegui ouvir e absorver o principal da visita, tanto que consegui escrever esse post aqui.
Não fomos em outras, porque acho que  aí seria demais para o Lorenzo, ele já gastou toda a capacidade dele de ficar quieto na Freixenet.

Onde comer:

 Almoçamos no restaurante Ticus e foi realmente muito bom!
Super indico! Eles tem um cardápio de Cavas incríveis com produtores pequenos da região.
Vale fazer a reserva com antecedência ou chegar cedo porque o restaurante é bem procurado.